sábado, 2 de julho de 2011

ENCONTROS


A lembrança que marca a vida,
Guarda-se para sempre.
Com sentimentos desiguais
Misturam-se nos entrementes.
Abraços, sorrisos e lágrimas
Num total encantamento.
Às vezes, com rasa importância
Ou no profundo discernimento.
Fotografias, poucas palavras
Como uma pessoa diferente.
E a emoção de estar juntamente
Daquele que se imaginava
Longe, imaginável, somente,
Dá um sentimento desgovernado
Que dói a alma da gente.
Lembra as canções antigas,
Perto da pessoa, embora ausente.
E aí, moço cantador,
Que vem do frio e traz calor,
Desculpe-me o comportamento
Sua cantoria desfaz a dor,
Faz das horas antigas
Ficarem mais urgentes.

Valéria Pisauro

Um comentário:

Anônimo disse...

оme cοisas reаlmente nicе
neste site, eu gosto.
Feel free to surf my webpage - eu quero um namorado